Palestra 29: "As flores do jardim da minha casa"

Existe no jardim angelical, nupcial e feérico - e também no jardim do coração da Momoko e em nossos corações - uma flor branca, similar a uma orquídea-traça, consagrada por Deus e com uma bela aparência. Chama-se Carollove [...]

- Carollove, a Flor da Paz

Quando eu era pequena, eu já ouvi falar das flores inspiradoras, em especial as rosas. As rosas simbolizam o amor e a beleza e inspiram muita gente - e a todos nós, quando menos espera. Logo eu percebi que elas fazem parte de tudo: como um presente especial para todas as ocasiões, enfeitando lindos ambientes, criando um clima de romance... Adoro rosas brancas e vermelhas porque elas são ideais para criar um clima romântico. 

As flores trazem também a diversidade, a beleza que é manifestada de formas diferentes e reservada a todos.

Assim o esplendor da rosa completa a beleza humilde da margarida.

A rosa (minha favorita!) traz elegância de suas cores e o veludo de suas pétalas, é também a flor do amor! Rosas contém espinhos. E é importante que os tenham, para nos lembrar sempre que as dificuldades de nossas vidas (os espinhos) muitas vezes podem ser proteção para que possamos dar valor ao que é belo!

Cada flor tem sua importância, sua beleza, com cada uma temos uma inspiração diferente. Já pintei muitas flores e me apaixonei por todas em cada vez. A essência exótica das orquídeas não se opõe à simplicidade das violetas, todas elas se harmonizam dependendo de cada tipo de arranjo floral que desejamos. Acredito que é assim também com a vida!

Os perfumes do jasmim e da lavanda jamais tirarão a vivacidade da gérbera. Quem não se deliciou com o aroma do jasmim? Quem nunca comprou um produto com a agradável fragrancia da lavanda? Tenho muita vontade de cultivar lavandas, acho linda suas pequenas flores em pendulos lilases. Oposta em formato à lavanda está a gerbera, ela é um flor firme com cores vivas, uma margarida evoluida na quantidade de petalas e na vivacidade das cores. Já cultivei gerberas, não são de dificil cutivo, mas as minhas são geniosas, florem quando querem!

"Lírio do vale é meu nome." (Cântico dos Cânticos 2.1) Os lírios são, depois da rosa, a flor-símbolo da paz e da pureza. Seu perfume é muito doce e sua delicadeza os torna ainda mais especiais, florem por alguns dias, morrem e desaparecem por completo; mas estão vivos em seus bulbos debaixo da terra, adormecidos esperam o momento oportuno de agraciar a terra com sua pureza!

E não podemos esquecer da cerejeira, símbolo nacional do Japão! A simbologia é tão intensa que o povo cultua e respeita como a própria bandeira japonesa ou o hino nacional. 

A partir do mês de março, quando começa a primavera no hemisfério norte, o Japão é tomado por flores rosadas. São as Sakura, flores de cerejeira. Elas começam a desabrochar no sul do Japão, em Okinawa, e vão em direção ao norte, até Hokkaido. O fenômeno, que dura dois meses e se “move” como uma onda, é chamado Sakura Zansen e significa, literalmente, linha de frente das cerejeiras. Os grandes apreciadores da flor fazem roteiros turísticos que acompanham a transformação da paisagem.  
As flores de sakura anunciam que é hora de sair com a família e os amigos e se divertir e apreciar a maravilhosa paisagem.

Antigamente, a sakura era considerada símbolo do amor. Quando as mulheres enfeitavam os cabelos com um galho de sakura ou decoravam o quintal de casa com as flores, mostravam que estavam em busca de um amor. Nas peças do teatro kabuki, o cenário do bairro das gueixas é frequentemente ilustrado pelas flores de cerejeiras para representar a alegria dessa região de entretenimento. No entanto, a flor também tem uma simbologia negativa: um galho quebrado de cerejeira também pode significar a aproximação da morte. Acredita-se que sakura é a ligação entre o mundo dos vivos e dos mortos; e que a alma dos mortos é absorvida pelas árvores das cerejeiras.

MOMOKO, KALLISTA E VIVIANE: TRÊS MULHERES, UMA SÓ CAROLLOVE

Carollove é uma flor que se abre de cinco em cinco anos durante três dias. Será que tem tanta fascinação por essa flor pacífica e milagrosa? Elas têm! A começar por Momoko, que, quando ela era garotinha, conheceu uma vez, por acaso, a mãe das gêmeas Igam e Ial, que lhe deu uma flor sagrada (similar a phalaenopsis branca) conhecida como Carollove. Momoko a guardou como um tesouro porque ele a salvou quando ela caiu na região subterrânea como uma criança. Kallista Zhang, uma chinesa, também descobriu a carollove, dessa vez para enfeitar milagrosamente o ambiente. Wao Li foi atacado por uma planta carnívora,m mas por um milagre a flor salvou a vida dele! Viviane, por sua vez, foi visitar Holambra (São Paulo) e o que entrou por lá foi a mesma flor que Momoko ganhou. O que ela não tinha noção era que a flor carollove transformou o jardim de inverno num jardim paradisíaco! Por isso a carollove é o símbolo da paz, flor salvadora e flor do paraíso.

O ato de escolher e comprar flores é muito mais do que uma ação cotidiana: é um ato poético, impregnado de arte. Atemporais, rosas são um presente perfeito que nunca sai de moda.

Se você quer surpreender quem você ama com rosas (ou flores de qualquer tipo), é só passar lá na floricultura e escolher uma bem bonita. Depois, deixe o clima rolar!


Fontes:







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça Ritinha, a mais linda das sereias da novela "A Força do Querer"

Palestra 30: "Nas asas do pássaro azul, a alegoria da felicidade em massa"

Palestra 16: "Cinquenta tons de Kama Sutra"